Cenário

>

Queda

Durante a apresentação das séries, algumas situações são caracterizadas como uma queda do aparelho. Na ginástica artística, as quedas mais comuns se dão por perda não intencional de contato com o aparelho, que obrigue o ginasta a interromper sua rotina, e por aterrissagens em que o atleta coloque as duas mãos ou encoste os joelhos no solo.
A cada queda, o ginasta sofre uma dedução de 1,0 ponto na nota de execução. Após uma queda nas provas de barras, argolas e cavalo com alças, os ginastas têm 30s para retornar ao aparelho. Na trave de equilíbrio, a ginasta tem 10s para retomar a execução da série.