Cenário

>

Execução

A execução é o momento em que o ginasta é avaliado pelo júri pela correção formal e técnica dos movimentos realizados no trampolim. Após a autorização do juiz central, o trampolinista deve executar os dez elementos da série de forma ininterrupta e buscando realizar as aterrissagens o mais próximo possível do centro do trampolim. 
Caso o atleta interrompa a série ou caia do aparelho, apenas os saltos já realizados são considerados para a nota de execução e sua apresentação acaba. O ginasta pode executar um último movimento de parada, o out-bounce. Na sequência, ele deve se manter parado por 3s, demonstrando total controle sobre a impulsão. 
Das cinco notas dadas ao ginasta pelo júri de execução, a mais baixa e a mais alta são descartadas. A média das três notas restantes é somada à nota de dificuldade e ao tempo de voo para definir a pontuação do atleta. 

DOMINIQUE BERGERON - FLICKR