Vela

A vela, também conhecida por iatismo, é um esporte náutico praticado com barcos a vela movidos exclusivamente pela força do vento.   As competições são organizadas em séries de regatas e acontecem em ambiente aberto e extenso, como mar ou lagoa. Nesses locais, são montadas raias triangulares, onde são colocadas marcas ou boias a serem contornadas pelos velejadores. Ao final de cada regata são acumulados pontos de acordo com a posição de chegada do barco. Vence a competição aquele que, ao final, somar o menor número de pontos. As competições são classificadas de acordo com o número de tripulantes no barco, com a mastreação e com o número de velas usadas. Nos Jogos Olímpicos, a vela figura em dez classes: 470, RS X, 49er, no masculino e feminino; Laser e Finn, no masculino; Laser Radial, no feminino, e o catamarã Nacra 17, com tripulação mista. 

Atletas Arribar Cambada Classe 470 Classe Laser Classe 49er Classe 49er FX Classe RS:X Classe Finn Classe Laser Radial Classe Nacra 17 Comissão e Júri de Regata Embarcações Estrutura da Competição Jibe Largada Orçar Percurso Posições de Navegação Punições Chegada

Você Sabia?

Os velejadores brasileiros já subiram ao pódio 17 vezes. Depois do judô, com 19, é a segunda maior quantidade de medalhas. Foram seis de ouro, três de prata e oito de bronze.

Uma das classes mais tradicionais da Vela em Olimpíadas, a Star, não será disputada em 2016, nos Jogos do Rio de Janeiro. O Brasil conquistou seis medalhas olímpicas na Star: duas de ouro, uma de prata de e três de bronze.

Nos Jogos Olímpicos de Sydney-2000, foi decidido que a modalidade seria chamada de vela, e não de iatismo, nome como ficou conhecida. Tal alteração teve como motivação acabar com a imagem de esporte caro e elitista que o nome iatismo carregava.
Responsável(is): Rove Chishman
Colaborador(es): Nelson Horn Ilha (Juiz de Vela em Jogos Olímpicos)